O Dermaroller é um tratamento inovador para a regeneração da pele, promovendo um aumento da produção de colágeno e elastina na região em que é aplicado. A novidade é que o Dermaroller vem sendo utilizado também no tratamento da calvície.

O intuito da técnica é o mesmo, promover a renovação e reativar as células do sistema capilar que por alguma razão tenham parado de funcionar corretamente e estejam provocando a queda de cabelos excessiva.




Quem pode utilizar o Dermaroller no combate a calvície?

Tanto homens, quanto mulheres podem se beneficiar com a técnica, no entanto como o dermaroller promove a renovação celular, o tratamento é recomendado apenas para quem está nos estágios iniciais da calvície ou que tenha a perda dos fios associada a dermatites, uso de produtos químicos, estresse e alteração hormonal.

Isso porque nesses casos a raiz do cabelo não foi danificada por completo e ainda há chances de reverter o quadro se utilizando do dermaroller, ativando a região através das microagulhas. Casos mais graves de alopecia precisam ser tratados com outros métodos.

Como funciona a técnica?

O funcionamento do Dermaroller no combate a calvície é semelhante ao seu uso na pele com o intuito de diminuir estrias ou cicatrizes. O aparelho é passado sobre a região que está sendo afetada pela perda de cabelos e realiza pequenos furinhos no couro cabeludo, de forma a estimular as células da região.

Se trata de uma técnica invasiva e dolorosa que deve ser feita com o acompanhamento de um dermatologista. O ideal é que a região em que o Dermaroller será aplicado seja anestesiada com o uso de cremes para esse fim.

Após a sessão é recomendado evitar a exposição ao sol e utilizar-se de produtos que ajudem na cicatrização. No caso de quem está em tratamento de calvície, o Dermaroller pode ser visto como uma técnica complementar.

Vantagens e desvantagens do Dermaroller

A principal vantagem do uso dessa técnica está no fato de conseguir reativar as estruturas do sistema capilar que haviam sido danificadas, além de tornar ainda mais eficaz o funcionamento das substâncias injetadas no couro cabeludo.

Já a desvantagem se encontra no fato de que o tratamento pode ser bastante doloroso e dificilmente fará efeito em casos mais avançados de alopecia, quando a raiz dos fios já foi danificada.

Remédios usados em conjunto com o Dermaroller

Quando o dermatologista opta pelo dermaroller para fazer parte do tratamento de calvície dificilmente esse método irá aparecer sozinho. A ideia é se aproveitar dos micro-furos causados pelo uso da técnica e fazer com que os remédios penetrem mais profundamente na pele.

Na grande maioria dos casos o grande aliado do dermaroller é o Minoxidil. Inclusive a opção de incluir o aparelho para a prevenção e redução das áreas calvas é ideal para quem está em busca de tratamentos um pouco mais naturais, sem o uso de tantos remédios.

Além do Minoxidil, poderá ser recomendado também o uso de remédios via oral que tem o intuito de repor vitaminas que o corpo precisa para voltar a produzir fios saudáveis e também inibir as enzimas responsáveis pela tendência genética a calvície.




Deixe uma resposta